1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Após perda para separatistas, líder ucraniano diz que situação é 'difícil mas controlável'

REUTERS

28 Agosto 2014 | 12h 49

Poroshenko, que falou após encontro dos principais chefes de segurança depois que a cidade-chave de Novoazovsk foi tomada por separatistas apoiados pela Rússia

MYKOLA LAZARENKO/AFP
Separadamente, um porta-voz militar disse que as forças ucranianas se reagruparam para defender a cidade portuária de Mariupol

O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, em declarações feitas nesta quinta-feira após o governo perder domínio de uma cidade para separatistas, disse que a situação na zona de conflito no leste é "extremamente difícil... mas controlável", segundo a agência de notícias Interfax.

Poroshenko, que falou após encontro dos principais chefes de segurança depois que a cidade-chave de Novoazovsk foi tomada por separatistas apoiados pela Rússia, disse que militares russos foram "ao resgate" dos rebeldes depois de sucessos militares das tropas de Kiev.

Separadamente, um porta-voz militar disse que as forças ucranianas se reagruparam para defender a cidade portuária de Mariupol, a oeste de Novoazovsk ao longo da costa do mar de Azov, e estão em número suficiente para impedir que o local seja tomado.

(Reportagem de Pavel Polityuk)