1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Mais de 100 soldados russos são mortos no leste da Ucrânia, dizem ativistas

REUTERS

28 Agosto 2014 | 13h 36

Ella Polyakova e Sergei Krivenko, ambos membros do conselho, disseram que cerca de 300 pessoas também ficaram feridas em eventos violentos no dia 13 de agosto

MAXIM SHEMETOV/REUTERS
"Uma coluna de soldados russos foi atacada por foguetes Grad e mais de 100 pessoas morreram. Tudo ocorreu na cidade de Snizhnye, na Província de Donetsk", disse Krivenko por telefone

Mais de 100 soldados russos foram mortos no leste da Ucrânia em confrontos este mês quando ajudavam separatistas pró-Rússia a combater tropas ucranianas, disseram nesta quinta-feira dois membros do conselho presidencial de direitos humanos russo, citando relatos de testemunhas e parentes dos mortos.

Ella Polyakova e Sergei Krivenko, ambos membros do conselho, disseram que cerca de 300 pessoas também ficaram feridas em eventos violentos no dia 13 de agosto, perto da cidade de Snizhnye, na Província de Donetsk, quando uma coluna de caminhões cheios de munição foi atingida.

"Uma coluna de soldados russos foi atacada por foguetes Grad e mais de 100 pessoas morreram. Tudo ocorreu na cidade de Snizhnye, na Província de Donetsk", disse Krivenko por telefone.

Polyakova disse que ela havia recebido informações com o mesmo número de soldados russos mortos no ataque, mais de 100.

(Reportagem de Thomas Grove)