Moscou confirma acordo com novas sanções contra o Irã na ONU

Em comunicado, chancelaria russa diz que apoia proposta de resolução com novas sanções

estadão.com.br

19 Maio 2010 | 10h12

MOSCOU - O chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, confirmou que Moscou estava de acordo com o projeto de resolução na ONU que prevê novas sanções contra o Irã devido a seu controverso programa nuclear, indicou nesta quarta-feira, 19, o Ministério das Relações Exteriores.

 

Veja também:

link Potências nucleares aprovam rascunho de sanções contra o Irã

link Brasil quer participar de discussão sobre sanções

link Irã se isolará se não cumprir acordo, diz Turquia

 

Segundo a agência de notícias AFP, Lavrov confirmou a informação a sua homóloga americana, Hillary Clinton, em uma conversa por telefone na terça-feira.

 

"A parte russa confirmou que o acordo de autoria do grupo 5+1 (Rússia, Estados Unidos, França, Reino Unido, China e Alemanha) sobre o projeto de resolução se mantinha!, segundo o comunicado do ministério.

 

"A próxima etapa consiste em seguir com o trabalho no Conselho de Segurança (da ONU) no qual os membros não-permanentes poderão expressar sua opinião sobre o projeto", continua o documento.

 

Esta resolução, impulsionada pelos EUA, foi submetida ao Conselho de Segurança na terça-feira e prevê reforçar as sanções contra o Irã, apesar do plano truco-brasileiro apresentado na véspera para permitir o enriquecimento do urânio iraniano no estrangeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.