1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Plano de paz de Putin é só para evitar novas sanções, diz premiê da Ucrânia

REUTERS

03 Setembro 2014 | 12h 19

Segundo Arseny Yatseniuk, o objetivo real de Putin é "destruir a Ucrânia e restaurar a União Soviética"

Andrew Kravchenko/Reuters
O primeiro-ministro da Ucrânia, Arseny Yatseniuk

O primeiro-ministro da Ucrânia, Arseny Yatseniuk, rejeitou nesta quarta-feira as propostas do presidente russo, Vladimir Putin, para a paz na Ucrânia, afirmando que as medidas tinham o objetivo de enganar o Ocidente às vésperas de uma reunião de cúpula da Otan e evitar novas sanções contra Moscou.

Antes, Putin disse a repórteres durante uma visita à Mongólia que ele e o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, tinham concordado amplamente sobre como encerrar o conflito no leste da Ucrânia. Ele apresentou sete medidas, incluindo troca de prisioneiros e a criação de uma corredor humanitário para refugiados, assim como o envio de suprimentos de ajuda humanitária.

"O plano real de Putin é destruir a Ucrânia e restaurar a União Soviética", disse Yatseniuk em um comunicado.

"Todos os acordos anteriores feitos com a Rússia -em Genebra, na Normandia, em Berlim e em Minsk- foram ignorados descaradamente pelo o regime russo", disse ele.

(Reportagem de Pavel Polityuk)