1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Premiê britânico alerta Rússia sobre novas consequências

REUTERS

28 Agosto 2014 | 12h 37

A Ucrânia acusou o país de enviar tropas ao sudeste do país para dar apoio a separatistas nesta quinta-feira

AP PHOTO
O premiê britânico, David Cameron

A Rússia deve suspender a entrada de tanques na Ucrânia, disse nesta quinta-feira o primeiro-ministro britânico, David Cameron, alertando as autoridades russas sobre futuras consequências se uma solução política para a crise não for encontrada.

A Ucrânia acusou a Rússia nesta quinta-feira de enviar tropas ao sudeste do país para dar apoio a separatistas rebeldes pró-Rússia, dois dias depois que os presidentes dos dois países tiveram a primeira conversa em mais de dois meses e concordaram em trabalhar para lançar um processo de paz.

"Simplesmente não é suficiente se engajar em conversas em Minsk, enquanto tanques russos seguem cruzando a fronteira e entrando na Ucrânia. Esse tipo de atividade deve acabar imediatamente", disse Cameron em comunicado.

"Nós instamos a Rússia a buscar um caminho diferente e encontrar uma solução política para a crise. Se a Rússia não o fizer, pode estar certa que haverá novas consequências."

(Reportagem de Kylie MacLellan)