1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Presidente da Ucrânia pede à Russia que fortaleça controle na fronteira

REUTERS

29 Junho 2014 | 18h 05

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, pediu ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, no domingo, para fortalecer o controle sobre as suas fronteiras para impedir a entrada de militantes e armas na Ucrânia, após combates terem interrompido a trégua no país.

O cessar-fogo, declarado por Poroshenko em 20 de junho para permitir negociações de paz com os rebeldes pró-Rússia, expira na segunda-feira, prazo também definido pelos líderes da União Européia, que estão considerando novas sanções contra a Rússia.

A declaração foi feita depois de uma conversa telefônica de quatro vias entre os líderes da Ucrânia e da Rússia, o presidente francês, François Hollande, e a chanceler alemã, Angela Merkel, disse um comunicado do gabinete de Poroshenko.

"A Ucrânia apelou ao Presidente da Rússia para reforçar o controlo sobre o lado russo da fronteira, a fim de impedir a entrada na Ucrânia de militantes e mercenários e o fornecimento de armas e veículos blindados", disse.

Os quatro líderes concordaram em conversar novamente na segunda-feira.

A Guarda Nacional da Ucrânia disse que rebeldes atacaram com tanques e morteiros um posto de controle perto do reduto separatista da Slaviansk, cerca de 100 km da fronteira com a Rússia.