Socialistas indicam Catherine Ashton para cargo na UE

Ex-premiê britânico Tony Blair foi preterido em favor da comissária de comércio do bloco

Efe,

19 Novembro 2009 | 16h03

Os dirigentes socialistas europeus concordaram com a candidatura da britânica Catherine Ashton como Alta Representante para a Política Externa e Segurança Comum da União Europeia (UE), segundo informaram nesta quinta-feira, 19, fontes diplomáticas.

 

Ashton, 53 anos, e atual comissária europeia de Comércio, teve o respaldo dos líderes socialistas da UE na cúpula de chefes de Estado e Governo comunitários que ocorreu hoje para decidir sobre esse cargo e o de presidente permanente do Conselho Europeu.

 

O acordo sobre o nome de Ashton pressupõe que o presidente do Conselho Europeu seja um membro da família conservadora, a majoritária no Parlamento Europeu, como o primeiro-ministro belga, Herman Van Rompuy, principal favorito.

 

O primeiro-ministro sueco, Fredrik Reinfeldt, que preside a reunião, deve fazer uma proposta aos líderes dos demais países comunitários e ainda falta o consenso.

 

Antes da reunião de dirigentes socialistas, o líder do PSE no Parlamento Europeu, Martin Schulz, tinha insistido em que "a família socialista deveria definir uma proposta comum" para o posto de responsável da política externa e de defesa comunitária.

Mais conteúdo sobre:
UE União Europeia eleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.