Maciek Nabrdalik para The New York Times
Maciek Nabrdalik para The New York Times

Terremoto deixa mineradores desaparecidos em mina de carvão da Polônia

Tremor de magnitude 3,4 foi o suficiente para causar tragédia em uma operação extrativista da empresa indiana JWS Steel

O Estado de S.Paulo

05 Maio 2018 | 11h57

Um terremoto de magnitude 3,4 graus na escala Ritcher atingiu uma mina de carvão no sul da Polônia na manhã deste sábado, 5, e deixou trabalhadores desaparecidos. Equipes de resgate estão no local para realizar o trabalho de busca na mina Zofiowka, sob operação da empresa indiana JSW Steel. 

Até as 16h45, no horário de Brasília, dois mineradores haviam sido resgatatados com vida no local. Eles ficaram feridos com o desabamento de terra no local mas estavam conscientes, segundo as autoridades. Outros cinco trabalhadores ainda estão desaparecidos. A grande quantidade de metano no ar da região atrasou o resgate em algumas horas, segundo as equipes de resgate. 

+++ O carvão mantém a Polônia quente e os céus poluídos

Segundo uma porta-voz da companhia responsável pela mina, quatro trabalhadores já haviam sido encontrados com vida logo após o terremoto. Os outros dois resgatados estavam a cerca de 900 metros de profundidade, em um grupo de sete trabalhadores que escavavam um novo túnel para extração de minério.

A extração de carvão mineral, principal fonte de energia na Polônia, é a maior atividade industrial no país. Por essa razão, e por conter reserva significativa no solo, o país é um dos maiores produtores do mundo./ Reuters e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.