8 soldados filipinos mortos em emboscada

Supostos rebeldes comunistas abriram fogo nesta segunda-feira contra um grupo de soldados filipinos na localidade de Boncoc, no norte do país, matando oito militares e ferindo outro. Os soldados estavam transportando os restos de um companheiro morto quando foram surpreendidos pelo ataque de supostos membros do Novo Exército do Povo (NEP), disse o major-general Romeo Dominguez, chefe do Comando Norte do exército filipino. Um número indeterminado de guerrilheiros participaram do ataque em Boncoc, a cerca de 280 km ao norte de Manila, a capital. Não há informações sobre baixas entre os rebeldes. Num incidente separado horas antes, entre 20 e 30 integrantes do NEP entraram num acampamento militar numa cidade próxima e feriram dois soldados, um paramilitar das forças governamentais e um civil, disse Dominguez. O general ordenou uma operação de busca aos rebeldes, supostos membros de um grupo extremista que luta há mais de 30 anos para implantar um regime marxista nas Filipinas.

Agencia Estado,

14 Julho 2003 | 10h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.