1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Abbott repudia condenação de jornalista no Egito

AE - Agência Estado

23 Junho 2014 | 23h 13

O primeiro-ministro Tony Abbott afirmou que o governo australiano irá trabalhar para que o jornalista condenado à prisão no Egito retorne à Austrália "o mais rápido possível".

O australiano Peter Greste foi um dos três jornalistas da Al Jazeera condenados em Cairo a pelo menos sete anos de prisão. Eles sofreram acusações relacionadas a terrorismo por causa de contatos com a Irmandade Muçulmana. "Nós estamos obviamente chocados, consternados, realmente aturdidos pela decisão do tribunal no Egito", afirmou Abbott, a repórteres.

O primeiro-ministro afirmou que a Austrália respeita a legitimidade do governo e do sistema judiciário egípcio, mas lembrou que é preciso tomar decisões justas.

Abbott afirmou que uma vez que o sistema judiciário tiver concluído seu trabalho, há opções para atos presidenciais, como clemência presidencial ou perdão presidencial. Ele ressaltou ter tido uma "discussão muito construtiva" durante o fim de semana com o presidente egípcio, Abdel-Fattah el-Sissi, sobre esse assunto.

O Departamento de Relações Exteriores da Austrália convocou o vice-embaixador do Egito para fazer uma objeção oficial à decisão do tribunal. Fonte: Associated Press.