1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Abe mantém nomes em reforma no governo japonês

Estadão Conteúdo

03 Setembro 2014 | 03h 41

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, manteve os principais nomes de sua equipe econômica na primeira reforma desde que assumiu o cargo em 2012. Os chefes do Ministério das Finanças, Taro Aso, e da pasta de Economia e Política Fiscal, Akira Amari, continuaram nos postos. As mudanças na liderança do Partido Liberal Democrático devem manter o apoio dos parlamentares ao seu governo.

"Abe manterá a estrutura de seu governo, indicando que a política econômica não deve se alterar", disse o economista do Citigroup Global Markets no Japão Naoki Iizuka.

Para o Ministério do Bem-Estar Social, Abe nomeou Yasuhisa Shiozaki, indicando uma postura mais cautelosa. A pasta é responsável pela administração dos fundos de pensão estatais. Os investidores esperam que o novo ministro não direcione as recursos para investimentos de risco, ao menos no curto prazo. A indicação de Shiozaki, no entanto, pode gerar otimismo na bolsa com as possíveis melhoras no mercado de trabalho. Fonte: Dow Jones Newswires.