Acaba disputa diplomática entre França e Turquia

O embaixador da Turquia em Paris voltou hoje à França, encerrando uma disputa diplomática de quatro meses iniciada por uma lei francesa que reconhecia como genocídio o assassinato de armênios durante a época do Império Otomano. O embaixador Sonmez Koksal estava se retirando e a Turquia informou que estava revisando os laços políticos e econômicos com a França depois de o presidente francês, Jacques Chirac, ter ratificado a lei, aprovada pelo parlamento em 18 de janeiro. A retaliação da Turquia também atingiu diversas companhias francesas, com o cancelamento de contratos de milhões de dólares inclusive um projeto por meio do qual seria construído o primeiro satélite espião do país.

Agencia Estado,

13 Maio 2001 | 12h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.