Acidente com trem na Rússia pode ter sido atentado, dizem autoridades

Cratera, explosão e fumaça aumentam suspeitas; foram confirmados 25 mortos, mas número pode chegar a 39.

BBC Brasil, BBC

28 Novembro 2009 | 08h51

Autoridades da Rússia anunciaram que estão investigando como possível ato de terrorismo um acidente com um trem expresso que deixou pelo menos 25 mortos, na noite de sexta-feira.

Uma cratera foi encontrada perto dos trilhos no local onde pelo menos três vagões descarrilaram, no interior do país, e o presidente da empresa que administra as ferrovias do país disse que o inquérito vai examinar a suspeita de que o trem tenha sido atingido por uma bomba.

O condutor do trem afirmou ter sentido uma explosão embaixo do veículo e ter visto muita fumaça.

Ainda segundo as autoridades, foram confirmadas 25 mortes, mas o número de vítimas fatais pode chegar a 39 ou ainda aumentar.

Equipes de resgate trabalharam durante toda a madrugada deste sábado, e há relatos de que ainda restam passageiros presos entre os escombros. Mais de 90 pessoas ficaram feridas.

O trem levava mais de 600 passageiros e fazia o trajeto entre Moscou e São Petersburgo.

Segundo a agência de notícias estatal Itar-Tass, pelo menos três vagões do trem descarrilaram.

Ainda de acordo com a imprensa russa, algumas testemunhas teriam ouvido um estrondo antes disso.

Em 2007, uma bomba na mesma linha de trem, uma das mais movimentadas da Rússia, deixou aproximadamente 30 passageiros feridos. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
russia acidente trem moscou são petersburgo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.