Manuel Jesús Ortega Canche/AFP Photo
Manuel Jesús Ortega Canche/AFP Photo

Acidente de ônibus mata 12 turistas no Caribe mexicano

Segundo o Itamaraty, três brasileiros que estavam no veículo sofreram ferimentos leves

O Estado de S.Paulo

20 Dezembro 2017 | 00h18
Atualizado 20 Dezembro 2017 | 12h50

MÉXICO - Pelo menos 12 pessoas morreram e 18 ficaram feridas nesta terça-feira, 19, em um acidente de ônibus que levava turistas de um cruzeiro para uma zona arqueológica em Quintana Roo, no Caribe mexicano. Três turistas brasileiros ficaram feridos sem gravidade no acidente, segundo o Itamaraty. 

"O ônibus levava 31 passageiros, dos quais 12 pessoas, lamentavelmente, morreram, entre elas um menor de idade", informou o governo do Estado em um comunicado. Entre as vítimas há cidadãos dos Estados Unidos, Suécia e Brasil, detalhou o informe.

As autoridades ainda não deram uma lista oficial sobre nacionalidades e idades dos mortos, mas uma fonte da Proteção Civil disse à agência de notícias AFP, anonimamente, que confirmava os 12 mortos, sendo pelo menos um americano.

Dos 31 passageiros, 23 chegaram a Quintana Roo nos cruzeiros Celebrity Equinox e Serenade of the Seas, que saíram no dia 16 de dezembro do porto de Miami, nos EUA, para as Ilhas Cayman, e no dia 15 de dezembro de Fort Lauderdale, na Flórida, para Cozumel, no México. As informações são da Royal Caribbean, empresa responsável pelos navios.

O acidente ocorreu em uma estrada de Mahahual quando o ônibus seguia para a zona arqueológica de Chacchoben por uma pista reta e com pouco tráfego. Até o momento, não se sabe as causas do acidente. Mahahual, localizado a 350 quilômetros ao sul de Cancún e perto da fronteira com Belize, é uma área turística onde chegam diversos cruzeitos internacionais.

"O capotamento do ônibus ocorreu nas primeiras horas da manhã e de imediato as autoridades foram avisadas para os trabalhos de resgate. Estamos fazendo tudo o que podemos por nossos hóspedes, incluindo assistência médica e transporte", disse um porta-voz da empresa, que não quis comentar o acidente.

Pelo Twitter, a Royal Caribbean deu as mesmas informações e lamentou o ocorrido. "As informações sobre o acidente de ônibus envolvendo hóspedes são dolorosas. Nossos corações estão com todos os envolvidos", disse o comunicado na rede.

"Nossos 27 hóspedes estava no ônibus para um tour às Ruínas de Chacchoben. Estamos trabalhando com as autoridades locais para saber mais sobre o acidente. Estamos fazendo tudo o que podemos para ajudar nossos hóspedes", declarou a companhia em outra publicação. 

A empresa de cruzeiros, fundada na Noruega e com escritórios em Miami, promove viagens à zona arqueológica de Chacchoben, localizada a cerca de 70 quilômetros de Chetumal, capital de Quintana  Roo. /Lu Aiko Otta, com AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.