Afeganistão sofreria colapso sem Otan, diz secretário

O governo do Afeganistão sofreria um colapso dentro de semanas se as tropas da Otan saíssem do país imediatamente, afirmou o secretário de Relações Exteriores do Reino Unido, David Miliband, em entrevista publicada neste sábado. Ele, que esteve no Afeganistão para a posse do presidente afegão, Hamid Karzai, esta semana, disse que forças insurgentes rapidamente aniquilariam as tropas afegãs se a comunidade internacional se retirasse.

AE, Agencia Estado

21 Novembro 2009 | 13h48

"Se as forças internacionais saírem, você pode escolher um período de tempo - cinco minutos, 24 horas ou sete dias - mas os insurgentes vão aniquilar aquelas forças que estão preparadas para lidar com a resistência e voltaríamos à estaca zero", disse ele ao jornal The Guardian.

Karzai tem dito que espera que as forças afegãs sejam capazes de controlar o país dentro de cinco anos. Miliband afirmou que a comunidade internacional ficaria o tempo que for necessário. "Calendários artificiais só ajudam o nosso inimigo", acrescentou ele.

Na semana passada, o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, disse a legisladores que o Reino Unido continua comprometido com a missão no Afeganistão, apesar dos pedidos públicos para que as tropas sejam retiradas em meio ao crescente número de mortes. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Reino Unido secretário Afeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.