Agência da ONU para refugiados se prepara para o pior cenário

O Alto Comissariado da ONU para Refugiados (UNHCR em inglês) afirmou hoje estar se preparando para o pior cenário: a acomodação de 1,5 milhão de refugiados por causa da ofensiva militar liderada pelos EUA contra o Afeganistão. Até agora, os afegãos não fugiram em um grande número, afirmou o comissário Ruud Lubbers. "As pessoas estão fugindo das cidades para as colinas" dentro do Afeganistão "porque elas sabem que o Taleban não quer que elas abandonem o país", disse. Cerca de 50.000 refugiados chegaram ao Paquistão desde 11 de setembro, o dia dos ataques terroristas contra Nova York e Washington. O UNHCR está preparado para auxiliar 300.000 refugiados no Paquistão, 80.000 no Irã, assim como um número não especificado no Turcomenistão, Tadjiquistão e Usbequistão. Falando ao conselho permanente da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), com base em Viena, Lubbers também conclamou os Estados Unidos a prepararem políticas para evitar a fuga em massa de afegãos do país. Leia o especial

Agencia Estado,

18 Outubro 2001 | 17h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.