Todd Heisler/The New York Times
Todd Heisler/The New York Times

Agentes encontram criança abandonada por 'coiotes' na fronteira dos EUA com México

Criança teria sido deixada com grupo de imigrantes que fazia a travessia do território mexicano para o americano usando botes

O Estado de S. Paulo

29 Abril 2016 | 11h06

AUSTIN, EUA - Agentes da Patrulha de Fronteiras dos EUA resgataram uma menina de 2 anos, nascida em El Salvador, que havia sido abandonada por "coiotes" com um grupo de imigrantes ilegais após cruzar a divisa entre México e Texas.

A criança usava uma camiseta com seu nome e com um número de telefone dos EUA escrito à mão, além de sua certidão de nascimento em El Salvador.

Os agentes a encontraram na região rural da cidade de Granjeno - que faz divisa com Reynosa, no México - junto a 14 imigrantes ilegais que negaram qualquer relação com a criança.

Aparentemente, os "coiotes" deixaram a menina com o restante do grupo logo após todos cruzarem a fronteira entre o México e os EUA usando botes.

O comandante da Patrulha de Fronteira do setor do Vale do Grande Rio, Manuel Padilla Jr., afirmou, ao constatar que os coiotes deixaram a menina com "estranhos", que os traficantes de pessoas "não têm nenhuma consideração pela vida".

As autoridades conseguiram entrar em contato com a mãe da menina, que afirmou que um amigo estava encarregado de entregá-la assim que ambos conseguissem entrar no território americano.

A menina foi entregue ao Serviço Social, enquanto as autoridades decidirão o que fazer com ela. /EFE

Mais conteúdo sobre:
Estados Unidos México fronteira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.