Kyusung Gong/The Orange County Register via AP
Kyusung Gong/The Orange County Register via AP

Ao menos 20 pessoas são presas na Califórnia em protestos após comício de Trump

De acordo com o jornal 'Los Angeles Times', maior parte dos manifestantes eram latinos que reclamavam das mensagens xenofóbicas de Trump durante seus comícios

O Estado de S. Paulo

29 Abril 2016 | 10h22

LOS ANGELES, EUA - Pelo menos 20 pessoas foram detidas na noite de quinta-feira, 29, após os protestos que começaram após um comício do pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos Donald Trump em Costa Mesa, no Estado da Califórnia.

"Os protestos após o comício de Trump terminaram. Cerca de 20 pessoas foram detidas pela polícia de Costa Mesa. Não há feridos. Os manifestantes foram dispersados", informou através do Twitter o escritório do xerife do condado de Orange.

Os distúrbios aconteceram nos arredores do Centro de Convenções do Condado de Orange, onde o polêmico magnata Donald Trump tinha participado minutos antes de um comício de sua campanha eleitoral.

Os distúrbios foram protagonizados por grupos contrários a Trump, que bloquearam algumas ruas nas imediações do centro de convenções, danificaram viaturas policiais e lançaram pedras contra os agentes e o mobiliário urbano, segundo a imprensa local.

"Protesto porque quero os mesmos direitos para todos", garantiu ao jornal "Los Angeles Times" Daniel Lujan, de 19 anos, uma das centenas de pessoas que se concentraram nas ruas para protestar contra Trump que, segundo a publicação, eram majoritariamente latinos.

Finalmente, a polícia do condado de Orange, junto com outros agentes do distrito de Costa Mesa, conseguiu controlar e dispersar os manifestantes. Os participantes explicaram que seus protestos estavam voltados contra as mensagens xenofóbicas de Trump durante os comícios de sua campanha eleitoral. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.