Jason Reed/AP
Jason Reed/AP

Apoio popular a Obama cresce após anúncio da morte de Bin Laden

Presidente tem 57% de aprovação ao governo; número é 11 pontos maior que há um mês

estadão.com.br,

04 Maio 2011 | 12h01

NOVA YORK - O apoio popular ao presidente americano Barack Obama aumentou após o anúncio da morte do líder da Al-Qaeda, Osama Bin Laden. É o que comprova uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 4, pelo jornal New York Times.

 

Veja também:
linkMorte de Bin Laden fortalece imagem de Obama

linkA repercussão do assassinato

lista ÍNTEGRA: o discurso de Obama

blog DE CABUL: Acompanhe Adriana Carranca

som ESTADÃO ESPN: Ouça os correspondentes

especialESPECIAL: Passo a passo da caçada

blog ARQUIVO: O mensageiro do terror

 

Obama tem 57% de aprovação ao seu governo, contra 46% em uma pesquisa realizada no mês passado. De acordo com a nova pesquisa, o apoio ao presidente americano subiu entre eleitores democratas, republicanos e independentes.

 

Os resultados da pesquisa confirmam números anteriores. Em um levantamento feito pelo Pew Research Center a pedido do jornal Washington Post, o presidente recebia o maior índice de aprovação desde 2009.

 

Agora, segundo a nova pesquisa, a maioria da população aprova o desempenho de Obama em geral e também sua condução na política externa, na guerra do Afeganistão e na ameaça ao terrorismo.

 

Novos ataques

 

Apesar da euforia com a morte do terrorista mais procurado pelos Estados Unidos, seis em cada dez americanos acreditam que a morte de Bin Laden pode aumentar o risco de novos ataques ao país. Apenas 16% das pessoas consultadas na pesquisa disseram que se sentem mais seguras após a morte do terrorista.

 

Sobre o Afeganistão, cerca de 50% das pessoas ouvidas na pesquisa pensam que os Estados Unidos deve diminuir o número de tropas no país.

 

Porém, mais de seis em cada dez pessoas acredita que os EUA ainda não cumpriram sua missão no Afeganistão. Segundo o New York Times, esse dado sugere que a população não aprovaria uma rápida retirada de tropas do país.

 

A pesquisa mostrou também que mais de quatro em cada 10 americanos, cerca de 44%, acredita que os EUA e seus aliados estão ganhando a guerra contra o terrorismo. Em 2006, a percentagem era de 36%. Porém, a nova pesquisa aponta que 45% dos americanos acreditam que a guerra contra o terrorismo está "empatada".

 

A pesquisa foi realizada por telefone entre segunda e terça-feira, e entrevistou 532 adultos. A margem de erro da pesquisa é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos, segundo o jornal.

Mais conteúdo sobre:
Obama EUA popularidade Bin Laden terorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.