David Moir/Reuters
David Moir/Reuters

Após ações militares, aprovação de Trump sobe para 50%

O instutito, que divulga relatórios diariamente sobre a percepção popular em relação a Trump, disse que este é o nível mais alto registrado desde que Trump tomou posse, em 20 de janeiro, quando tinha 59% de apoio

O Estado de S. Paulo

17 Abril 2017 | 17h51

WASHINGTON - As demonstrações de força militar dos Estados Unidos elevaram a popularidade do presidente Donald Trump. De acordo com a última sondagem divulgada pelo instituto Rasmussen, a aprovação ao magnata republicano chegou a 50% nesta segunda-feira, 17.       

O instutito, que divulga relatórios diariamente sobre a percepção popular em relação a Trump, disse que este é o nível mais alto registrado desde que Trump tomou posse, em 20 de janeiro, quando tinha 59% de apoio. 

Logo em seguida, a aprovação caiu ao mínimo de 38% e ficou no patamar de 40% a 42%, o que deu ao republicano o título de presidente dos EUA pior avaliado nos três primeiros meses de governo. 

O primeiro aumento significativo no índice veio justamente após ações militares dos EUA no exterior. 

No dia 6, os Estados Unidos bombardearam alvos do governo sírio de Bashar Assad. Já na semana passada, Trump ordenou o uso da chamada "mãe de todas as bombas", considerada o maior explosivo não-nuclear, contra túneis que seriam usados por terroristas do Estado Islâmico (EI) no Afeganistão. 

Durante o último fim de semana, a tensão entre EUA e a Coreia do Norte aumentou, com ameaças de uma guerra nuclear. / Ansa 

Mais conteúdo sobre:
Donald Trump Estados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.