Apuração final aponta 306 assentos para conservadores

Encerrada a apuração no Reino Unido, está confirmado o Parlamento sem maioria absoluta pela primeira vez desde 1974. O Partido Conservador conseguiu 306 assentos, com 10,7 milhões de votos, ou 36% do total. O resultado significa que a legenda conseguiu aumentar sua presença na Câmara dos Comuns, com mais 97 lugares.

DANIELA MILANESE, Agência Estado

07 Maio 2010 | 14h37

Já o Partido Trabalhista, do primeiro-ministro Gordon Brown, perdeu 91 assentos, e ficou com 258 posições. O partido recebeu 8,6 milhões de votos, ou 29% do total, nas eleições realizadas ontem. Surpreendentemente, o Partido Liberal Democrata, liderado por Nick Clegg, obteve apenas 57 assentos, uma redução de cinco lugares, com 6,8 milhões de votos (23%).

Está aberto o caminho para coalizões. Cameron propôs uma aliança com Clegg e, segundo a imprensa britânica, as conversas entre os dois já começaram. O líder conservador acenou com a possibilidade de discussão sobre reforma política, uma das principais bandeiras dos liberais democratas. No entanto, os partidos têm visões antagônicas em diversos pontos, já que Clegg está à esquerda dos trabalhistas.

Caso as tratativas não deem resultados, Brown já afirmou que está disposto a negociar com os liberais democratas. É generalizada a avaliação de que as conversas podem levar dias, até porque Clegg precisa também do aval dos membros do seu partido para fechar qualquer acordo, como preveem as regras da legenda. Enquanto Cameron pede uma solução rápida para um governo forte, Brown diz que o processo faz parte da democracia parlamentarista do país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.