1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Ataque armado deixa 1 policial morto e 3 feridos na Colômbia

- Atualizado: 15 Fevereiro 2016 | 09h 23

Segundo secretário do governo de Norte de Santander, ação teria acontecido quando os policiais almoçavam em um restaurante

BOGOTÁ - Um policial morreu e outro ficou ferido no domingo após um ataque a tiros realizado por desconhecidos no centro urbano de um povoado ao Norte de Santander, na Colômbia, perto da fronteira com a Venezuela, informaram fontes oficiais.

A ação aconteceu no município de Ocaña, informou o secretário do governo de Norte de Santander, Yebrail Haddad, em sua conta no Twitter. "Repudiamos ataque com pistola em Otaré que deixou um policial morto, um ferido e dois civis feridos", escreveu.

Exército de Libertação Nacional (ELN) atacou o principal oleoduto da Colômbia e uma base militar

Exército de Libertação Nacional (ELN) atacou o principal oleoduto da Colômbia e uma base militar

Em outra mensagem, ele explicou que o fato aconteceu quando os policiais almoçavam em um restaurante.

Embora nenhum grupo tenha assumido a autoria do ataque, a ação ocorreu no primeiro dia da "greve armada" do Exército de Libertação Nacional (ELN) para a comemoração dos 50 anos da morte do sacerdote Camilo Torres Restrepo, que fez parte do grupo.

Recompensa

Mais cedo no domingo, o Exército colombiano havia divulgado que ofereceria uma recompensa de até 100 milhões de pesos (cerca de US$ 25.500) por informações que permitissem evitar atos terroristas no país em razão da greve armada promovida pelo ELN.

Segundo um comunicado do Exército, o objetivo da medida é obter informações que permitam prevenir ou neutralizar ações que possam afetar a população civil, organismos de segurança, infraestrutura energética, petrolífera e rodoviária do país. /EFE

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em InternacionalX