Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Internacional

Internacional » Ataque do Taleban contra universidade no Paquistão deixa ao menos 20 mortos

Internacional

AFP PHOTO / A MAJEED

Ataque do Taleban contra universidade no Paquistão deixa ao menos 20 mortos

Insurgentes invadiram local com armas e explosivos; operação militar durou mais de cinco horas; 4 taleban foram mortos

0

O Estado de S. Paulo

20 Janeiro 2016 | 08h50

PESHAWAR - Um ataque reivindicado pelo Taleban contra uma universidade da região noroeste do Paquistão deixou ao menos 20 mortos nesta quarta-feira, 20. A polícia anunciou que a operação das forças de segurança contra os criminosos terminou após mais de cinco horas do início do ataque.

O ataque começou às 9h (2h em Brasília). Os insurgentes escalaram os muros da Universidade Bacha Khan, em Charsadda, na província ao norte de Khyber Pakhtunkhwa, antes de entrar nos prédios e atirar contra estudantes e professores que estavam nas salas de aula e moradia estudantil, disse a polícia.

"Houve três explosões de granadas que deixaram 21 mortos confirmados, incluindo professores e estudantes", disse o chefe de polícia regional, Saeed Wazir, sem explicar se o número inclui os quatro insurgentes mortos. Ainda há controvérsias no número de mortos. 

Wazir informou que vários estudantes mortos estavam em uma residência no campus da universidade. O Movimento dos Taleban Paquistaneses (TTP) reivindicou a autoria do ataque.

"Nossos quatro suicidas executaram hoje o ataque contra a Universidade de Bacha Khan", afirmou por telefone à AFP um comandante dos insurgentes, Umar Mansoor, de um local não revelado. Este líder rebelde integra a facção Tehreek-e-Taleban Pakistan (TTP) de Hakimullah Mehsud, que tem o nome de um comandante taleban morto por disparos de um drone americano em novembro de 2013.

"Este ataque foi realizado em represália à operação Zarb-e-Azb", uma ofensiva antiterrorista executada atualmente pelo Exército nas zonas tribais do noroeste, próximas da fronteira com o Afeganistão, afirmou Mansoor, que ameaçou realizar novos ataques. 

O ataque ocorre pouco depois de um ano de homens do Taleban terem matado 134 estudantes em uma escola perto de Peshawar. /AFP, EFE e REUTERS

Relembre o caso de 2014:

Comentários