Ataque mata 8 supostos militantes no Paquistão

Um ataque com dois mísseis, aparentemente realizado pelos Estados Unidos, matou hoje pelo menos oito supostos militantes no noroeste do Paquistão, segundo funcionários locais. Foi a segunda ação do tipo nesta semana na área onde estão muitos insurgentes que fugiram da ofensiva no Exército no Waziristão do Sul, perto da fronteira afegã.

AE-AP, Agencia Estado

20 Novembro 2009 | 11h34

Um avião não tripulado dos EUA disparou dois mísseis em um local usado por supostos militantes do Taleban em uma vila perto de Mir Ali, no Waziristão do Norte, segundo dois funcionários de inteligência, que pediram anonimato. O local foi destruído. Oito corpos foram retirados dos escombros, segundo as fontes.

Outro míssil supostamente disparado pelos EUA matou três militantes e feriu quatro, perto da meia-noite de ontem na vila de Shana Khuwara, também no Waziristão do Norte, segundo os funcionários. Autoridades dos EUA raramente tratam dos impopulares ataques com mísseis no Paquistão e os relatos não podem ser confirmados de modo independente.

Em outro caso, cinco supostos soldados paquistaneses foram mortos em confrontos no fim da noite de ontem em uma área que chegou a ser controlada pelo Exército. O fato é uma demonstração da dificuldade de conter os militantes.

O Exército local lançou uma ofensiva contra o Taleban paquistanês no Waziristão do Sul no meio de outubro e retomou muitas cidades na região. Os EUA elogiam o esforço, mas querem que os paquistaneses façam mais contra os insurgentes na fronteira, que também realizam ataques no Afeganistão.

Mais conteúdo sobre:
Paquistão ataque mortes militantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.