Ataque suicida mata ao menos 48 soldados no Iêmen

Ataque suicida mata ao menos 48 soldados no Iêmen

A explosão aconteceu do lado de fora de um campo militar; um homem-bomba teria se explodido

Associated Press, O Estado de S.Paulo

18 Dezembro 2016 | 08h23

SANAA- Um homem-bomba causou explosão do lado de fora de um campo militar na cidade iemenita de Áden na manhã de ontem e matou ao menos 48 soldados, disseram autoridades do país. O governo local afirmou que investigações preliminares apontaram que a explosão foi causada por um homem que usava colete explosivo.

Ao menos 50 pessoas ficaram feridas no ataque, que ocorreu quando os soldados estavam reunidos para receber seus salários, disseram fontes do governo que não se identificaram porque não estão autorizadas a falar com a imprensa.

O acampamento onde a explosão ocorreu é a mesma base militar que foi atingida por ataque suicida em 10 de dezembro, matando 57 soldados.

Nenhum grupo reivindicou a responsabilidade pelo ataque de ontem. A filial no Iêmen do Estado Islâmico assumiu a responsabilidade pelo bombardeio de 10 de dezembro. Além disso, o país é o lar de longa data da Al-Qaeda na Península Arábica, filial considerada a mais perigosa do grupo extremista. 

O Iêmen vive um período de instabilidade desde a Primavera Árabe, quando protestos levaram à renúncia do presidente Ali Abdullah Saleh. Seu substituto, Abd Rabbo Mansur Hadi, enfrenta milícias xiitas apoiadas pelo Irã e militantes radicais ligados ao Estado Islâmico e tem perdido controle de partes importantes do país, que até a década de 1990 era dividido em dois. / EFE e NYT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.