Ihsanullah Mahjoor/ AP
Ihsanullah Mahjoor/ AP

Atentado com moto-bomba deixa mortos e feridos no Afeganistão

Perto do local da explosão, centenas de simpatizantes de Ghani estavam reunidos para mostrar apoio ao governo local

O Estado de S.Paulo

03 Dezembro 2017 | 08h15

CABUL - Pelo menos seis pessoas morreram e outras 13 ficaram feridas neste domingo, 3, em um atentado próximo a um evento realizado por simpatizantes do presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, na província de Nangarhar, no leste do país.

Fontes oficiais informaram à Agência Efe que uma bomba colocada em uma moto explodiu por volta das 13h30 locais (7h em Brasília) no centro da capital da província, Jalalabad, capital da província.

O porta-voz do governo da província de Nangarhar, Attaullah Khogyanai, informou que, além do terrorista, seis civis morreram no ataque, entre eles uma mulher e uma criança.

"Estamos investigando se foi só a explosão da motocicleta ou se havia um terrorista suicida envolvido", disse o porta-voz do governo da província de Nangarhar, Attaullah Khogyanai. Ele também informou que, além do terrorista, seis civis morreram no ataque, entre eles uma mulher e uma criança.

Perto do local da explosão, centenas de simpatizantes de Ghani estavam reunidos para mostrar apoio ao governo local.

Por enquanto, nenhum grupo reivindicou a autoria do atentado.

Próxima à fronteira com o Paquistão, Nangarhar é uma das províncias mais inseguras do país e é considerada como um dos principais redutos do grupo Estado Islâmico no Afeganistão. Além disso, também há forte presença de talibãs na região. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.