Atentado suicida deixa 10 mortos no Paquistão

Explosão ocorreu perto de Peshawar e teria como alvo prefeito de vilarejo que se opunha ao Talebã.

BBC Brasil, BBC

08 Novembro 2009 | 07h30

Pelo menos 10 pessoas morreram e 20 ficaram feridas em um atentado suicida neste domingo perto da cidade de Peshawar, noroeste do Paquistão, informou a polícia.

A explosão atingiu um movimentado mercado de gado, nos arredores da cidade.

Segundo a polícia, o alvo do ataque parecia ser o prefeito do vilarejo de Matni, Abdul Malik, que morreu na explosão.

Malik, que no passado foi simpatizante do Talebã, teria formado sua própria milícia e agora lutava contra os insurgentes. Seu vilarejo fica em uma área com grande atividade do Talebã, afirma a polícia local.

"Malik sobreviveu a uma série de atentados no passado recente, desde que se voltou contra os militantes", disse em Peshawar um representante do governo regional Sahibzada Anis.

"Mas agora os militantes conseguiram finalmente matá-lo", concluiu.

Nas últimas semanas, milícias islâmicas vêm cometendo uma série de atentados no Paquistão, em resposta à ofensiva do Exército contra o Talebã na região do Waziristão do Sul.

No mês passado, 118 pessoas morreram em uma explosão no mercado de Peepal Mandi, em Peshawar.

O governo responsabilizou o Talebã do Paquistão pelo ataque, mas o líder do grupo nega que esteja por trás da explosão. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
paquistão talebã waziristão uzbeque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.