Rodrigo Arangua/AFP Photo
Rodrigo Arangua/AFP Photo

Aumentam protestos contra demora em resultado eleitoral em Honduras

Grupos ligados ao candidato da oposição à presidência de Honduras, Salvador Nasralla, bloqueiam as principais cidades do país

O Estado de S.Paulo

01 Dezembro 2017 | 17h18

TEGUCIGALPA - Grupos ligados ao candidato da oposição à presidência de Honduras, Salvador Nasralla, bloquearam nesta sexta-feira, 1,  as principais cidades do país, depois de o Tribunal Supremo Eleitoral ter adiado uma vez mais o final da apuração do país, que o esquerdista disputa contra o presidente Juan Orlando Hernández.  

+ Candidato opositor em Honduras rejeita resultados eleitorais e acusa manipulação

Ambos declararam vitória em uma votação muito acirrada, que, segundo o último boletim, dava 1,32 milhão votos para candidato governista e 1,28 milhão para o opositor, segundo os dados oficiais.

Os bloqueios  ocorreram em cidades como Tegucigalpa, a capital, San Pedro Sula e La Ceiba, entre outras. O fechamento de estradas está provocando um caos no país pela paralisação parcial do transporte coletivo, de carga e privado, o que provocou grandes congestionamentos.

Em Tegucigalpa, um dos bloqueios com queima de pneus e outros materiais foi registrado nesta manhã na saída para os próximos municípios de Santa Lúcia e Valle de Ángeles. Uma ação similar ocorria em uma das principais avenidas, onde os manifestantes começaram a instalar barricadas com pneus e atearam fogo.

As manifestações opositoras começaram na quinta-feira quando Hernández passou a liderar a contagem de votos das eleições gerais de domingo, o que Nasralla classificou como fraude. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.