(Life.ru via AP)
(Life.ru via AP)

Avião cai na região de Moscou e os 71 a bordo morrem

Aeronave teria caído entre cinco e seis minutos após a decolagem; destino era a fronteira com o Cazaquistão

O Estado de S.Paulo

11 Fevereiro 2018 | 10h57

Um avião bimotor da companhia russa Saratov Airlines caiu na região de Moscou na manhã deste domingo, 11, com 71 pessoas a bordo (65 passageiros e seis tripulantes). Não há sobreviventes, confirmou o Serviço Oficial de Transportes da Rússia. De acordo com a Interfax, agência de notícias da Rússia, o acidente aconteceu na região de Argunovo, nas proximidades da capital russa. 

A aeronave, modelo Antonov An-148 em uso há sete anos,  partiu do Aeroporto Internacional de Demodedovo, em Moscou, e tinha como destino a cidade de Orsk, perto da fronteira com o Cazaquistão. Segundo reportagem do jornal The New York Times, o voo fazia uma rota comum e a maioria dos passageiros era  moradora da região. O FlightRadar24, serviço de tráfego aéreo em tempo real, informou no Twitter que o tempo previsto para o voo era de pouco mais de duas horas, o necessário para percorrer 1.448 km de distância entre Moscou e Orsk. No entanto, a queda teria ocorrido entre cinco e seis minutos após a decolagem.

Logo após o acidente fontes do serviço de emergências, ouvidas pelas agências russas Interfax e TASS, já indicavam "não haver chances de sobreviventes". 

Fragmentos do avião e pedaços de corpos foram encontrados no local. A expectativa é que a operação de resgate seja complicada porque há muita neve. "Precisamos de equipamentos mais potentes", constatou Andrei Kulakov, um dos oficiais do distrito de Ramenskoe, responsável pelo resgate. 

Em nota oficial o presidente da Rússia Vladimir Putin se pronunciou.  "Vladimir Putin expressa suas condolências a todos que perderam seus amigos e familiares após a queda do avião na região de Moscou", consta no site do Kremlin. 

O minuto a minuto

O FlightRadar24, reportou no Twitter que o voo 6W703 perdeu o sinal pouco tempo após sair da pista. Um levantamento de dados do serviço indicou que depois de já ter perdido o sinal de contato, a aeronave estava descendo a uma velocidade de 22 mil pés por minuto. 

 

No último minuto antes de perder o sinal foi registrada uma queda de 6.200 para 3.200 pés de altitude. No momento, a aeronave ainda estava a 20km ao sudeste do aeroporto de Domodedovo. 

As autoridades russas estão investigando a causa do acidente, ainda obscura. O Ministério de Transportes da Rússia considera que o clima ou falha do piloto podem ser os principais motivos a serem levantados./ REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.