Noah Berger|AP
Noah Berger|AP

Avião movido a energia solar completa voo sobre Oceano Pacífico

O piloto Bertrand Piccard pousou a aeronave Solar Impulse 2 em Mountain View, no Vale do Silício, no sul de San Francisco, às 23h45 do horário local, após um voo de 62 horas sem escalas, usando apenas energia solar, sem outro combustível

AE, Estadão Conteúdo

24 Abril 2016 | 09h33

Um avião movido a energia solar aterrissou no Estado norte-americano da Califórnia no sábado, completando um arriscado voo de três dias sobre o Oceano Pacífico como parte de sua viagem ao redor do mundo. O piloto Bertrand Piccard pousou a aeronave Solar Impulse 2 em Mountain View, no Vale do Silício, no sul de San Francisco, às 23h45 do horário local, após um voo de 62 horas sem escalas, usando apenas energia solar, sem outro combustível. O avião taxiou em uma grande tenda montada no campo de voo de Moffett, onde Piccard foi recebido pela equipe do projeto.

"Houve um momento à noite, eu estava vendo o reflexo da lua no oceano e pensava: 'Estou completamente sozinho nesta pequena cabine e me sinto totalmente confiante'.", disse Piccard, em entrevista coletiva concedida após o desembarque. "Esta é talvez seja uma das experiências de vida mais fantásticas que tive."

Piccard e o piloto suíço Andre Borschberg têm se revezado ao pilotar o avião em uma viagem ao redor do mundo desde a partida em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, em março de 2015. A aeronave fez paradas em Omã, Mianmar, China, Japão e Havaí. O trecho trans-Pacífico foi a parte mais arriscada das viagens globais do avião por causa da falta de locais de pouso de emergência. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.