Aviões sauditas bombardeiam posições rebeldes no Iêmen

Ataque ocorre um dia após morte de guarda de fronteira atingido por disparos vindo do território iemenita

Efe,

05 Novembro 2009 | 15h10

Aviões de guerra sauditas bombardearam nesta quinta-feira, 5, várias posições dos rebeldes hutis na região de Saada, no Iêmen. Os insurgentes xiitas enfrentam o Exército desde agosto.

 

Segundo um comunicado do grupo, os aviões bombardearam várias áreas na província de Saada, na fronteira com a Arábia Saudita. Os hutis denunciaram que as aeronaves sauditas utilizaram bombas de fósforo em seus ataques. Por enquanto, não houve nenhuma confirmação oficial do ocorrido pelas autoridades sauditas ou iemenitas.

 

O ataque aéreo ocorre um dia depois de as autoridades sauditas informarem sobre a morte de um policial de fronteiras devido aos disparos de um grupos de homens armados que teriam se tinham infiltrado pelo Iêmen. Depois, as autoridades anunciaram que fariam "o necessário para proteger a segurança do país e sua fronteira, e punir os infiltrados".

 

A morte do agente saudita aconteceu na manhã da terça-feira na zona montanhosa de Jabal al-Dukhan. Os infiltrados dispararam com diferentes tipos de armas contra uma patrulha da guarda de fronteiras, e deixaram 15 feridos.

 

A revolta dos hutis data de cinco anos atrás, quando ocorreu o primeiro foco de violência, que foi seguido de intermitentes enfrentamentos entre esta minoria e o regime, que diz que o grupo tentam restabelecer a monarquia abolida após o golpe militar de 1962. Os choques se intensificaram desde 11 de agosto, data em que o Exército iemenita lançou uma ofensiva militar em Saada.

Mais conteúdo sobre:
Iêmen Arábia Saudita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.