Barroso diz ter esperanças de acordo em Copenhague

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, disse hoje ainda ter esperanças de que um acordo será assinado durante a conferência sobre as mudanças climáticas da Organização das Nações Unidas (ONU), prevista para o mês que vem em Copenhague.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

29 Novembro 2009 | 14h21

Barroso disse que a Europa aceita as diferentes responsabilidades e condições que países industrializados e emergentes terão durante as negociações na capital dinamarquesa. "Devemos fazer uma diferenciação entre países desenvolvidos e em desenvolvimento", disse, ao responder uma pergunta sobre se é aceitável para a Europa a insistência da China de que sua meta de redução de gases do efeito estufa, anunciada na quinta-feira, é um compromisso doméstico.

Barroso, que fez os comentários durante coletiva de imprensa na cidade chinesa de Nanjing, afirmou que a Europa não está exigindo "as mesmas condições de países desenvolvidos e em desenvolvimento".

Barroso e líderes políticos e empresariais europeus estão na China para participar, na segunda-feira, de uma cúpula sobre a questão climática entre o país asiático e a União Europeia.

Segundo Barroso, todos os compromissos assumidos pelo mundo até agora, incluindo os dos Estados Unidos e China, não chegam ao mínimo necessário para que as negociações em Copenhague tenham êxito. "Não chegamos lá ainda", disse ele, destacando, no entanto, que ainda espera a assinatura de um acordo. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.