Chris Helgren/Reuters
Chris Helgren/Reuters

Bilionário Barry Sherman é encontrado morto em mansão no Canadá

A polícia considera as mortes 'suspeitas'; o empresário era conhecido por sua atuação filantrópica

ANSA

16 Dezembro 2017 | 13h01

TORONTO - O bilionário canadense Barry Sherman e sua mulher, Honey, foram encontrados mortos dentro da mansão onde viviam, em Toronto. O caso gerou repercussão e a polícia considerou as mortes "suspeitas".

Sherman é fundador da fabricante de medicamentos genéricos Apotex, considerada a maior do Canadá e a 7ª maior do mundo. Sua fortuna é estimada em 4,77 bilhões de dólares canadenses e o empresário era conhecido por sua atuação filantrópica.   

De acordo com a imprensa local, a polícia foi acionada na noite de ontem (15) para atender um chamado na mansão baseado em "preocupações médicas". Quem encontrou os corpos foi um agente imobiliário que tinha ido à mansão para apresentá-la a um comprador, pois os bilionários haviam colocado o imóvel à venda.  

+++ A vida privada de um bilionário a apenas um clique

 Os investigadores descartam, no momento, a possibilidade de homicídio, pois não encontraram indícios de invasão ou arrombamento, mas ainda não conseguem determinar a causa das mortes. /ANSA

Mais conteúdo sobre:
Homicídio Canadá [América do Norte]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.