Brasil luta para salvar proposta em Genebra

O governo brasileiro tenta salvar a aprovação de uma resolução que garanta o acesso aos remédios para o combate à aids na Assembléia Mundial da Saúde. Ontem, o Brasil conseguiu a confirmação de que uma resolução sobre o problema da aids será mantida na agenda da reunião. O texto que deverá entrar na votação hoje, porém, não será exatamente o que governo esperava. A pressão dos países desenvolvidos, liderados pelos Estados Unidos, continua. Questões como preços diferenciados para remédios em países em desenvolvimento ainda estão suspensas. Para a resolução, o Brasil conta com apoio de 22 países, entre eles Argentina, Malásia, Chad, Ilhas Seicheles e Egito. Até o fim da noite, porém, nenhuma nação desenvolvida havia se pronunciado a favor da proposta brasileira. Leia mais no site do Estado

Agencia Estado,

19 Maio 2001 | 05h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.