Brown diz respeitar diálogo de Clegg com conservadores

O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, afirmou hoje que "respeita" a posição do líder do Partido Liberal Democrata, Nick Clegg, de abrir tratativas com o Partido Conservador, liderado por David Cameron.

DANIELA MILANESE, Agência Estado

07 Maio 2010 | 11h11

Clegg já havia defendido durante a campanha, e reafirmou hoje, que o partido com o principal mandato teria direito a tentar formar o governo primeiro. Os conservadores conseguiram o maior número de votos e de parlamentares, embora sem maioria absoluta. Entretanto, Clegg acenou que uma potencial aliança com os conservadores teria de passar pela reforma política, algo que não está na agenda de Cameron.

Brown afirmou que Cameron e Clegg têm o direito de levar o tempo que acharem necessário para as conversas. "Se as discussões não derem em nada, estarei preparado para tratar com Clegg as áreas de concordância (entre os dois partidos)", disse, em pronunciamento.

Conforme o primeiro-ministro, as tratativas teriam dois pontos principais: a necessidade de manter a recuperação econômica e de reformar o sistema político. Segundo Brown, o país tem hoje desafios econômicos que precisam ser enfrentados.

Ele confirmou que o G-7 fará uma teleconferência hoje e o ministro das Finanças, Alistair Darling, participará pelo Reino Unido. "O cenário é desconhecido para esta geração de políticos", afirmou, sobre o primeiro parlamento sem maioria absoluta desde 1974. "O que vimos não foi um resultado comum."

Mais conteúdo sobre:
Reino Unido eleição Brown Clegg conversas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.