Bush prepara festa para os exilados cubanos

Os exilados cubano em Miami serão os convidados especiais do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, para as comemorações na Casa Branca do Dia da Independência de Cuba, na sexta-feira. O encontro, que é parte de uma estratégia de Bush para estreitar os laços com a crescente comunidade hispânica, terá as mesmas características que a celebração da festa mexicana de 5 de maio, quando, pela primeira vez, Bush fez uma mensagem em espanhol a todo o país. A delegação de Miami será presidida pela cantora Gloria Stefan e seu colega, Jon Secada, que cantará "America the Beuatiful". Também estarão presentes ao evento os congressistas republicanos de origem cubana Lincoln Díaz-Balart e Ileana Ros-Lehtinen, além de um colega democrata de ambos, Bob Menéndez de New Jersey. O líder da organização Irmãos ao Resgate, José Basulto, anunciou que solicitará a Bush o julgamento nos tribunais norte-americanos do presidente cubano Fidel Castro, a quem acusa como o autor da ordem para derrubar dois pequenos aviões do grupo em março de 1996. O presidente do Partido Republicano na Flórida, Al Cárdenas, declarou que "esta será uma boa oportunidade para o presidente Bush agradecer a uma comunidade que o ajudou muito" na eleição.

Agencia Estado,

17 Maio 2001 | 16h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.