Bush tenta conter danos de investigação do FBI

Numa manobra para "blindar" sua candidatura à reeleição dos efeitos de uma investigação do FBI sobre os contratos do governo americano com a empresa Halliburton, o presidente George W. Bush - por meio do porta-voz Scott McClellan -, informou "esperar que todas as denúncias sejam esclarecidas". "Se existiram irregularidades, o presidente espera que elas sejam objeto de uma profunda investigação seguida de ações", afirmou McClellan. "Vocês devem procurar o Departamento de Justiça e o FBI sobre essas questões específicas", prosseguiu o porta-voz. "Há regras e procedimentos claros para esses contratos." Uma encarregada de supervisionar contratos do Exército americano no Iraque, Bunnatine Greenhouse, acusou no começo da semana oficiais do Corpo de Engenheiros de terem interferido em favor da Halliburton no momento de outorgar contratos sem licitação de bilhões de dólares, no Iraque e nos Bálcãs. Às vésperas da eleição, a denúncia reacende acusações de favorecimento, por parte do governo, à Halliburton, empresa da qual o vice-presidente Dick Cheney foi o principal executivo até meses antes da posse de Bush na Casa Branca.

Agencia Estado,

29 Outubro 2004 | 18h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.