Cai comandante de unidade que recusou missão no Iraque

A comandante de uma unidade de reservistas do Exército dos EUA cujos soldados se recusaram a transportar combustível por uma estrada perigosa no Iraque foi afastada de seu cargo, informa um comunicado militar. A decisão pelo afastamento foi tomada por iniciativa da própria comandante, cujo nome não foi divulgado, e entra em vigor imediatamente, segundo a declaração do comando militar americano. A decisão foi autorizada pelo general James E. Chambers. "A comandante não é suspeita de conduta imprópria e esta medida não tem nada a ver com culpabilidade ou inocência dos envolvidos", afirma a declaração. Dezoito soldados da 343ª Companhia de Logística estão sendo investigados. Eles se recusaram a escoltar uma caravana motorizada da base aérea de Tallil, próxima a Nassíria, até Taji, ao norte de Bagdá. A missão foi realizada mais tarde por outros soldados da unidade, que conta com pelo menos 120 membros. Os soldados envolvidos disseram a parentes que se rebelaram porque os veículos não estavam blindados e se encontravam em péssimas condições. As caravanas militares geralmente são alvo de ataques por parte dos insurgentes iraquianos.

Agencia Estado,

21 Outubro 2004 | 17h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.