Câmara dos Representantes dos EUA aprova iniciativa andina

A Câmara de Representantes dos EUA aprovou o pedido de US$ 731 milhões feito pelo presidente George W. Bush para financiar um plano de luta contra as drogas e o desenvolvimento econômico em seis países sul-americanos - entre eles, o Brasil - mais o Panamá. O pacote faz parte da lei de operações internacionais aprovada na quarta-feira, que envolve um total de US$ 17, 1 bilhões para este ano fiscal de 2004 que começa em 1º de outubro próximo. Os US$ 731 milhões foram pedidos por Bush para a chamada Iniciativa Regional Andina (IRA), que inclui ajuda à Colômbia, Peru, Equador, Bolívia, Brasil, Venezuela e Panamá. O IRA é uma iniciativa lançada no ano passado em substituição ao Plano Colômbia e o secretário de Estado Colin Powell a defendeu até horas antes da votação, falando geralmente em favor da Colômbia e de seu presidente, Alvaro Uribe. O plano de Bush é continuar financiando as operações de fumigação, interdição, erradicação de plantações de drogas e promoção de cultivos alternativos, bem como financiar operações de países que fazem fronteira com a Colômbia resultantes da infiltração de rebeldes colombianos e de suas atividades nos países fronteriços. No entanto, a maior parte do dinheiro incluído no plano será destinado à Colômbia, que em princípio deverá receber US$ 439 milhões .

Agencia Estado,

24 Julho 2003 | 13h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.