Eric Thayer/The New York Times
Eric Thayer/The New York Times

Câmeras nos uniformes dos policiais que agiram em Las Vegas captaram momentos de pânico

Vídeos divulgados pela polícia mostram os agentes gritando para as pessoas se abaixarem para tentar escapar dos disparos, e o momento em que um deles percebeu que os tiros saíam de uma janela

O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2017 | 12h38

LAS VEGAS, EUA - Os policiais de Las Vegas se cobriram e tentaram garantir a segurança das pessoas que estavam no local onde ocorria o ataque armado de domingo, segundo imagens das câmeras instaladas nos uniformes dos agentes e divulgadas recentemente. Na ação, o aposentado Stephen Paddock abriu fogo contra uma multidão que assistia a um festival de música country, matando 59 pessoas e ferindo mais de 500.

+ Atirador usou câmeras para vigiar polícia antes de disparar por 9 minutos

“Ei, vocês, abaixem-se”, gritou um dos policiais a uma das pessoas que parou para olhar o que estava acontecendo em meio aos disparos. “Vão para aquele lado. Saiam daqui. Há tiros vindos daquela direção.”

+ Calibre de armas à venda é debatido após massacre em Las Vegas

Mesmo assim, alguns indivíduos não acreditaram que se tratava de um ataque e rejeitaram as ordens de retirada. “São fogos de artifício”, disse um deles para os agentes.

De acordo com as imagens dos vídeos, enquanto as sirenes soavam e os tiros eram disparados, os policiais lutavam para encontrar a fonte da ação.

“Estão atirando em nós”, disse um policial enquanto ele e alguns colegas se agachavam atrás de uma parede com suas armas em punho. “Todos fiquem abaixados”, ordenavam. “Norte do Mandalay Bay, estão saindo de uma janela”, observou outro agente.

O vídeo de três minutos de duração divulgado pela polícia na terça-feira 3 foi uma compilação de imagens das câmeras instaladas nos uniformes de vários agentes que estavam na cena do crime.

“Há inúmeras pessoas baleadas aqui”, disse um policial em um dos momentos. / NYT

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.