Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Internacional

Internacional » Chanceler cubano e secretário americano avaliam impacto futuro de acordo aéreo

Internacional

EFE/Alejandro Ernesto

Internacional

Cuba

Chanceler cubano e secretário americano avaliam impacto futuro de acordo aéreo

Segundo nota no site oficial da Chancelaria, acordo 'poderá ser aproveitado em toda sua potencialidade' quando restrições às viagens dos americanos à ilha forem removidas

0

O Estado de S. Paulo

17 Fevereiro 2016 | 11h07

HAVANA - O ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, e o secretário de Transporte dos Estados Unidos, Anthony Foxx, analisaram na terça-feira o impacto futuro que o acordo sobre aviação civil assinado por seus respectivos governos em Havana poderia ter nas viagens entre ambos os países.

O chanceler cubano recebeu o secretário americano após a assinatura do histórico convênio que incluirá voos regulares diretos de companhias aéreas americanas à ilha pela primeira vez em mais de 50 anos a partir do último trimestre deste ano.

Eles conversaram sobre o "impacto que pode ter a implementação" do acordo assinado que "poderá ser aproveitado em toda sua potencialidade" quando não existirem restrições às viagens dos americanos à ilha, de acordo com o site oficial da Chancelaria cubana.

Rodríguez ressaltou que a assinatura do memorando de entendimento para o estabelecimento de voos regulares entre Cuba e EUA "é um passo que favorece o processo rumo à melhoria das relações bilaterais, para cuja normalização será essencial o levantamento do bloqueio".

Este acordo é o mais importante conseguido por Cuba e EUA desde a retomada de suas relações diplomáticas em julho de 2015 com a reabertura das embaixadas e o processo para normalização dos vínculos.

Foxx esteve acompanhado pelo secretário adjunto para Assuntos Econômicos e de Negócios do Departamento de Estado, Charles Rivkin; o segundo chefe da embaixada americana em Havana, Scott Hamilton; e outros funcionários dos Departamentos de Transporte e Estado americanos que viajaram à ilha para participar da cerimônia de assinatura do acordo.

Também na terça, o ministro de Transporte cubano, Adel Yzquierdo, e o secretário Foxx, signatários do acordo bilateral, mantiveram uma reunião na qual conversaram, entre outros temas, sobre as perspectivas dos vínculos no setor do transporte aéreo e as possibilidades de cooperação em matéria de aviação civil. / EFE

Mais conteúdo sobre:

Comentários