Chávez noticia nacionalização de universidade no Twitter

Dias após entrar no Twitter, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, usou o serviço de mensagens breves para informar sobre sua decisão de nacionalizar uma universidade. "Informo, atenção Barinas: estudantes da Universidade Santa Inês, acabo de aprovar o plano de nacionalização para o bem de todos. Agora: GRÁTIS", anunciou Chávez em seu endereço no Twitter, @chavezcandanga. A mensagem foi distribuída para os quase 300 mil usuários do Twitter que recebem as mensagens do presidente.

AE, Agência Estado

12 Maio 2010 | 14h14

O governo já havia proibido a universidade de funcionar, argumentando que ela "não atende aos requerimentos éticos e legais para uma instituição privada", segundo o jornal estatal do país. O líder de esquerda realiza um programa de nacionalizações que afeta vários setores da economia da Venezuela, incluindo diversas companhias no setor do petróleo, bem como o bancário, de eletricidade e outras áreas.

O presidente venezuelano começou a usar o Twitter em 27 de abril. Desde então, Chávez criou um escritório público especial com 200 empregados para administrar as respostas para seus muitos seguidores. O perfil do líder bolivariano combina seu próprio sobrenome com a palavra "Candanga", usada na Venezuela para se referir ao diabo ou a alguém rebelde. O Twitter limita as mensagens em seus posts a até 140 caracteres e tem 105 milhões de usuários registrados pelo mundo. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.