China e Rússia apóiam coalizão para futuro governo afegão

China e Rússia concordaram nesta quarta-feira em conceder apoio a um governo de ampla representação no Afeganistão, se o regime do Taleban for tirado do poder. Numa reunião realizada em Xangai, paralela à cúpula anual da Cooperação Econômica da Ásia-Pacífico, o ministro das Relações Exteriores da China, Tang Jiaxuan, e seu colega russo, Igor Ivanov, concordaram em apoiar a formação de uma coalizão de governo democrática no Afeganistão, informou a agência de notícias Interfax. Tal governo teria de representar todos os grupos étnicos, gozar de amplo apoio da comunidade internacional e manter laços amistosos com os países vizinhos, prosseguiu a agência. A reportagem dizia ainda que Rússia e China "cooperarão sobre a égide da ONU" nesta questão. Leia o especial

Agencia Estado,

17 Outubro 2001 | 23h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.