China pronta para aprovar construção de usinas nucleares

A China anunciou nesta quarta-feira que está pronta para aprovar a construção de novas usinas nucleares, parte de um ambicioso plano para reduzir a dependência de petróleo e gás natural. Assim, está encerrada a moratória imposta após o desastre ocorrido em Fukushima, no Japão.

AE, Agência Estado

24 Outubro 2012 | 11h57

O governo disse que o objetivo é gerar 30% da eletricidade do país a partir de fontes renováveis e de reatores nucleares no fim de 2015. Isso representa um aumento em relação à meta anterior, que era de 15% de energia vinda de fontes renováveis e 5% de energia nuclear em 2020.

O Partido Comunista está promovendo agressivamente a utilização de energia solar, eólica, hidrelétrica e outras para diminuir a dependência de petróleo importado, que é vista como um risco para a segurança nacional. O governo não informou datas para o início da construção das usinas. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
China nuclear usinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.