Pavel Golovkin/AP
Pavel Golovkin/AP

CIA ajuda Putin a evitar atentado terrorista na Rússia, diz Kremlin

Líder russo ligou neste domingo para Donald Trump para agradecer pelas informações que resultaram em prisão de integrantes do Estado Islâmico; alvo seria a Catedral de Kazan, em São Petersburgo

EFE

17 Dezembro 2017 | 17h01

MOSCOU - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, telefonou neste domingo, 17, para o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para agradecer pelas informações que ajudaram a frustrar um atentado terrorista em São Petersburgo, conforme informou o Kremlin, em comunicado.

A CIA "ajudou com uma pista, a encontrar e deter um grupo de terroristas, que preparavam explosões na Catedral de Kazan, e também em outros pontos movimentados da cidade", diz o texto divulgado pelo governo russo para a imprensa.

Putin destacou que as informações foram suficientes para localizar e prender homens integrantes de uma célula, que seria ligada ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

+++ Putin nega ter interferido em eleições americanas de 2016, diz Trump

Na ligação, o presidente russo ainda prometeu que, "caso recebam dados sobre ameaças terroristas contra os Estados Unidos, os serviços secretos do país os transmitirão, imediatamente, ao americanos, pelos canais pertinentes, como era habitual no passado". /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.