1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Com presença de Bento XVI, Igreja nomeia 19 cardeais

AE - Agência Estado

22 Fevereiro 2014 | 10h 41

O Papa emérito Bento XVI fez uma aparição histórica neste sábado durante a nomeação oficial dos 19 cardeais escolhidos pelo Papa Francisco.

Bento XVI entrou discretamente pela lateral da Basílica de São Pedro e foi cercado por uma pequena comitiva, que o recebeu com aplausos e lágrimas. Ele sorriu, acenou para o público e depois se sentou ao lado dos cardeais.

Embora não seja o primeiro encontro público dos Papas Bento XVI e Francisco, o significado dessa aparição conjunta é múltiplo, pois indica que o antigo pontífice apoia os novos cardeais da Igreja, cujo principal trabalho são as eleições papais.

A presença de Bento XVI na cerimônia de hoje também pode sugerir que o Papa emérito estaria entrando em uma fase de ressocialização, após ficar recluso por um ano desde a sua renúncia.

Em um sinal de respeito ao Papa emérito, após receberem o chapéu vermelho símbolo do novo cargo das mãos de Francisco, cada um dos 19 cardeais se aproximaram de Bento XVI para cumprimentá-lo.

A escolha dos novos cardeais reflete em grande parte a visão de Francisco de que a Igreja deve ministrar a periferias e não ser uma instituição fechada a normas e regras. Entre o grupo, destaca-se a presença de dois africanos, dois asiáticos e seis latino-americanos.

Um dos novos cardeais, porém, não participou da cerimônia. Foi Loris Francesco Capovilla, arcebispo emérito de Pamplona, de 98 anos, que não pode viajar do norte da Itália para o Vaticano. A nomeação de Capovilla, secretário particular de João XXIII, é uma escolha sentimental de Francisco e mostra respeito do atual pontífice ao legado do Papa que revolucionou a Igreja ao convocar o Concílio Vaticano II. Fonte: Associated Press.