1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Confrontos com espadas na Índia deixam 12 feridos

O Estado de S. Paulo

06 Junho 2014 | 15h 27

Homenagem a mortos no Punjab ficou fora de controle após desentendimento sobre quem falaria para a multidão reunida no local

Prabhjot Gill /AP
Confrontos em Amritsar, no Punjab, Índia, deixam 12 feridos

AMRITSAR, ÍNDIA - Nesta sexta-feira, 6, uma homenagem aos mortos no massacre de Amritsar, no Punjab, ficou fora de controle quando um desentendimento sobre quem falaria para a multidão reunida no local resultou em confrontos com bastões e espadas que deixaram pelo menos 12 feridos, segundo as agências de notícias.

Há 30 anos, o Exército indiano abriu fogo contra Akal Takht, santuário do Templo de Ouro de Amritsar, no Punjab, local sagrado dos sikhs.

Todos os anos, a comunidade sikh se reúne para prestar homenagens aos mortos no 6 de junho de 1984, quando ocorreu a invasão do templo por tropas indianas. 

Naquele ano, uma operação militar chamada de Estrela Azul deixou cerca de 400 mortos.