KCNA via Reuters
KCNA via Reuters

Coreia do Norte insiste em que continuará com sua política nuclear em 2018

Em 2017, regime de Kim Jong-Un realizou 16 testes de mísseis

O Estado de S.Paulo

30 Dezembro 2017 | 03h43

SEUL - A Coreia do Norte afirmou, neste sábado, 30, que continuará desenvolvendo "sem nenhuma mudança" sua política militar e armamentista no futuro como uma potência nuclear "invencível e responsável", segundo publicou a imprensa estatal.

+ Coreia do Norte diz ter direito de derrubar caças americanos

"Não esperem nenhuma mudança na política. A sua entidade como um poder invencível não pode ser solapada nem eliminada", assegurou um documento divulgado pela agência estatal de notícias KCNA que qualifica a Coreia do Norte como "um inegável novo estado estratégico e poder nuclear".

O relatório, entitulado "Nenhuma força pode prevalecer sobre a independência e a justiça", enumera com detalhe o desenvolvimento armamentístico feito este ano pelo regime de Pyongyang, que inclui um míssil balístico intercontinental com capacidade para alcançar os Estados Unidos.

Coreia do Norte trocou guardas de fronteira após deserção de soldado, diz Seul

A Coreia do Norte realizou 16 testes de mísseis em 2017, além do sua sexta e mais poderosa prova nuclear até o momento, realizada no dia 3 de setembro.

+ Coreia do Norte diz que lançar foguetes contra os EUA se tornou inevitável

No final de novembro, Pyongyang lançou seu míssil balístico intercontinental (ICBM) mais avançado até o momento, e que segundo o regime, é capaz de portar uma ogiva atômica grande e de atingir todo o território dos EUA, e reflete "seu tremendo poder como potência militar de primeira ordem mundial".

"A RPDC (República Popular Democrática da Coreia, nome oficial do país), como um estado nuclear responsável, liderará sua história rumo à independência e à justiça, resistindo a todas as tempestades neste planeta", diz o documento publicado pela KNCA. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.