Corpo encontrado no Iraque não é de refém japonês

O governo japonês está "quase seguro" de que o corpo que se acreditava ser de Shosei Koda, um japonês seqüestrado no Iraque, não é o do refém. O corpo, que tinha semelhanças com Koda, de 24 anos, foi encontrado um dia depois de terminar o prazo dado pelos seqüestradores para que o Japão retirasse suas tropas do Iraque. Os milicianos ameaçavam decapitar o refém. Um médico japonês e vários funcionários examinaram o cadáver no Kuwait e determinaram que suas características não correspondem às de Koda. O corpo seria de um homem de 50 anos, obeso e com arcada dentária distinta.

Agencia Estado,

30 Outubro 2004 | 11h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.