1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Primavera Árabe

Corte egípcia condena três jornalistas da Al Jazeera a 7 a 10 anos de prisão

REUTERS

23 Junho 2014 | 07h 49

Um juiz egípcio sentenciou nesta segunda-feira três jornalistas da TV Al Jazeera a sete anos de prisão depois de considerá-los culpados de vários delitos, incluindo ajuda a uma "organização terrorista" por publicarem mentiras.

Os jornalistas são o australiano Peter Greste, correspondente da Al Jazeera no Quênia, o egípcio-canadense Mohamed Fahmy, chefe do escritório da Al Jazeera em inglês, e o produtor egípcio Baher Mohamed, que recebeu três anos a mais de prisão por uma acusação em separado, envolvendo posse de armas.

Outros 11 réus foram condenados à revelia a 10 anos de prisão.

(Reportagem de Maggie Fick)

Primavera Árabe